Menu:


Ao Vivo

Links Úteis

Nossa Audiência


Estatísticas:

Total de visitas: 298930
Visitas hoje: 77


Investigação sobre a ossada encontrada em fazenda será conduzido pelo Garras

De acordo com o delegado Cleverson os ossos foram levado para Campo Grande pelo Garras que vai ser encaminhado para perícia.


RádioO inquérito aberto pela Policia Civil para investigar sobre a ossada humana encontrada na Fazenda Santa Maria que segundo o delegado de Costa Rica, Cleverson Alves dos Santos é de propriedade de José de Almeida Júnior, o “Dinho” ficará na responsabilidade do Garras (Grupo Armado de Repressão e Resgate a Assaltos e Sequestros) em Campo Grande. Os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão no local na última quinta-feira (15) uma vez que já tinham a informação que na propriedade poderia ter restos humanos.

As constantes ameaças a membros do poder Judiciário, do Ministério público Estadual, ao delgado titular de Costa Rica/MS e agentes de polícia foram determinantes para que ás investigações sejam conduzidas por delegado do grupo de elite da Polícia Civil.

De acordo com o delegado Cleverson os ossos foram levado para Campo Grande pelo Garras que vai ser encaminhado para perícia. De acordo com ele não foi possível identificar o sexo da pessoa e ainda não há a suspeita de quem pode ter sido a vítima.

Segundo ainda o delegado existe a suspeita de que haja mais ossadas no local que funcionava como um ponto de desova de cadáveres. As investigações indicam que a motocicleta Honda Strada encontrada no penhasco próximo a ossada não pertence à vítima.

As investigações devem revelar a identidade da pessoa uma vez que o chip do telefone celular estava no aparelho encontrado no local.

A ossada foi encontrada em um penhasco de aproximadamente 150 metros, segundo ele o crânio apresenta perfurações, porém não é possível identificar de que forma foram produzidas as lesões.

A equipe do delegado acompanhada por policiais do Garras (Grupo Armado de Repressão e Resgate a Assaltos e Sequestros) foram até a propriedade rural distante cerca de 80 Km da cidade de Costa Rica, já no município de Figueirão.

O delegado disse ao Hora da Notícia que a informação que local teria sido usado para desova de cadáveres veio do Presídio Federal de Campo Grande onde Dinho se encontra preso.

Prisão Federal:

Dinho está preso na penitenciaria Federal de Campo Grande. Ele é considerado de alta periculosidade acusado de planejar e mandar assassinar a ex-esposa, Josana Subtil de Melo em Costa Rica no dia 07 de julho de 2.009. Ele responde ainda por outros dois crimes: à execução do Advogado Nivaldo Nogueira de Souza no dia 23 de março de 2009, ele é acusado de ser o mandante e autor intelectual. Outro crime atribuído a ele é uma tentativa de homicídio contra Rodrigo Batista Flores, 39 anos, conhecido pelo apelido de “Gordo”, ocorrido no dia 17 de abril todos em Costa Rica.

Duas pessoas desaparecidas:

Duas jovens estão desaparecidas em Costa Rica, Cleibiani Silva Ribeiro está desaparecida a quase cinco anos, na época ela tinha 19 anos, saiu de casa na companhia de amigas para ir em um baile no Clube Tradição “Buchada” e nunca mais foi vista. O desaparecimento foi no dia 15 de dezembro de 2007,

A outra é Vanessa Ferreira da Silva,quando desapareceu tinha 15 anos de idade, saiu de casa no dia 11 de dezembro de 2006 na companhia de amigos para irem a um evento na Praça Central de Costa Rica e nunca mais retornou. Essa o inquérito policial já foi concluído e aponta os suspeitos de terem matado a jovem, porem o corpo não foi encontrado.


Hora da Notícia


Ver todas as notícias