Menu:


Ao Vivo

Links Úteis

Nossa Audiência


Estatísticas:

Total de visitas: 299277
Visitas hoje: 2


Maioria das crianças desaparecidas fugiu de casa por conflitos familiares

Para que a busca tenha sucesso, é preciso procurar a polícia logo. Vale espalhar cartazes, visitar locais conhecidos e denunciar movimentos estranhos.


RádioO pai sofre por não ver o filho há quatro anos. Lucas desapareceu aos três anos de idade em São Carlos, interior de São Paulo. Antônio Carlos Ratto tentou de tudo para conseguir encontrar seu caçula. “Seis mil cartazes distribuídos em São Carlos e na regi?o, 60 mil reais de recompensa para quem desse uma pista e n?o tive nenhuma notícia”.

A foto de Lucas Pereira é uma das muitas imagens de crianças desaparecidas que são mostradas no fim de cada capítulo da novela das 18h, "Amor Eterno Amor". Uma campanha semelhante também foi ao ar na novela "Explode Coração", em 1996.

A Fundação para a Infância e Adolescência do Rio de Janeiro ajuda famílias a encontrar crianças desaparecidas há 16 anos. Cartazes s?o espalhados por todos os cantos. Neste momento 476 continuam sumidas.

Incerteza e esperança s?o sentimentos que fazem parte do dia a dia dos que buscam por um filho. Mas também há a alegria de poder abraçar novamente o filho desaparecido.

Com o coraç?o machucado, mas com fé, Antônio Carlos diz que reencontrar Lucas, hoje com sete anos, seria o maior presente de sua vida.

Dicas de prevenção para o desaparecimento:

1 - Observar conversas no telefone, e-mail, msn, Orkut, Facebook. Atualmente existem muitos aliciados nesta rede. Se o adolescente avisar que vai a determinado local, sempre verificar com outro adulto de realmente ocorrerá um evento ou festa naquele local.

2 - Lembrar que embora os casos de sequestro para fins de tráfico de crianças sejam em pequena proporção, eles existem e as famílias devem estar atentas para as pessoas estranhas que se aproximam da criança e a mesma deve estar sob a vigilância de um adulto responsável. Não deve se confiar em todas as pessoas, mesmo que sejam vizinhos.

3 - Não deixe que a criança fique sozinha. A família não pode transferir responsabilidade a ela.
- Marcar ponto de encontro em locais de grande movimento.
- Colocar sempre Identificações.

4 - Importância de acionar a Delegacia de Polícia a qualquer tempo, não deve se esperar 24 ou 48 horas, conforme a lei 11259/2005, pois no caso de crimes como esse é um tempo precioso que se perde e não se recupera mais. A atuação ágil e rápida da polícia nesses casos é fundamental.

5 - Não se deve ficar procurando culpados, mas a família precisa estar sempre atenta. A única vitima é a criança/adolescente .

6 - Nesse caso a participação da população também é imprescindível, pois a sociedade deve estar atenta a movimentações suspeitas e deve denunciar, a fim de ajudar na elucidação desses casos. A sociedade civil é uma grande parceira dos órgãos públicos.

Recomendações SOS:

- A criança não pode ficar sozinha.
- A família não deve transferir responsabilidades a elas.
- Se o pai o mãe não tem condições de pegar na escola, que acione um parente ou um vizinho de confiança.

Quais os golpes mais comuns nestes casos:

- É a pessoa que aparece oferecendo alguma coisa.
- É uma bola, camisa, um doce que deve ser recusado.
- A criança é seduzida por essas ofertas. A orientação deve partir de casa. Elas não devem falar com estranhos.

Fonte: Jornal hoje.


Ver todas as notícias