Menu:


Ao Vivo

Links Úteis

Nossa Audiência


Estatísticas:

Total de visitas: 299142
Visitas hoje: 8


BOLSA FAMÍLIA

Relator do orçamento de 2016 propõe corte de 35% no programa


RádioRelator do projeto de Orçamento de 2016, o deputado Ricardo Barros (PP-PR) vai propor um corte R$ 10 bilhões dos R$ 28,8 bilhões previstos para o Bolsa Família no ano que vem. O valor equivale a um corte de 35% no principal programa de transferência de renda do governo. A ideia de Barros é impedir o ingresso de novos beneficiários, valendo-se do mesmo raciocínio usado pelo governo ao diminuir os recursos destinados aos programas Ciência sem Fronteiras, Minha Casa, Minha Vida e Pronatec. “O recurso será usado só para o que já está contratado, sem novos ingressos”. Ao mesmo tempo, o relator avalia que o avanço sobre o programa se justifica para que se faça um equilíbrio das contas públicas que impeça uma deterioração ainda maior do mercado de trabalho, mesmo que alguns beneficiários venham a perder o direito. “Bolsa família é dado para complementação da renda familiar média, 72% dos que recebem trabalham. É melhor manter o emprego do cara ou manter o benefício? Se ele ganha mais no trabalho, vamos equilibrar as contas públicas para que as oportunidades de emprego não sejam suprimidas”, justifica. Barros diz que “o espaço para cortes está muito difícil”, mas que vai entregar um orçamento que não seja deficitário. “Tem que buscar cortar onde ainda tem recurso. Vou estudar todas as rubricas e essa [do Bolsa Família] é uma rubrica alta”.Ele diz, no entanto, que não tem “nenhum compromisso” com a meta de superávit de 0,7% do PIB estipulada pelo governo.

Fonte: Valor


Ver todas as notícias